Polícia investiga desvio de R$8,5 milhões em entidade social no Recanto das Emas

Cinco dirigentes estão sendo investigados pela fraude de pelo menos 3,5mil notas fiscais falsas que justificavam a aquisição de suprimentos para o abrigo


Na manhã desta sexta-feira (24), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) realiza a Operação Matriarca, que investiga um desvio milionário da Fenações Integração Social, entidade sem fins lucrativos que oferece cursos profissionalizantes e educação infantil para crianças e adolescentes do Recanto das Emas, que mantém convênio com o Governo do Distrito Federal.

Cinco dirigentes estão sendo investigados pela fraude de pelo menos 3,5mil notas fiscais falsas que justificavam a aquisição de suprimentos para o abrigo. A instituição presta assitência para cerca de 850 crianças e adolescentes carentes do DF.

R$ 8,5 milhões

De acordo com a Polícia Civil, entre 2003 e 2009, a entidade recebeu R$ 8,5 milhões da Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest). O número despertou a atenção dos investigadores, já que a maioria das compras eram feitas em mercados e mercearias de pequeno porte.

Foram analisados pela Unidade Especial da Polícia Civil e pelo Ministérios Público do DF e Territórios (MPDFT), cerca de 3.577 notas apresentadas à Secretaria de Fazenda do DF para prestação de contas. A polícia concluiu que dessas, apenas 471 cupons fiscais eram verdadeiros. A delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Deco) e a Promotoria de Justiça de Fundações e Entidades também passaram a monitorar as transações bancária da Fenações nos últimos meses.

A justiça autorizou, nesta manhã, buscas nas casas dos cinco dirigentes. Até o momento, três deles foram encaminhados para o Departamento de Polícia Especializada (DPE), onde prestam esclarecimentos sobre as denúncias.
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário