Em meio à crise, farmácias públicas são reabastecidas

Decreto de situação de emergência na saúde permitiu compra facilitada de remédios e compressas

A Farmácia Central da Secretaria de Saúde do Distrito Federal recebeu, nesta sexta-feira (23), um carregamento de 15.080 bolsas do antibacteriano metronidazol e um milhão de compressas. O medicamento e o insumo foram encaminhados para abastecimento das farmácias da rede pública de saúde. A expectativa é que nos próximos dias cheguem novos carregamentos de remédios.

Essa é uma das primeiras medidas tomadas pela pasta após publicação do Decreto nº 36.279, de 19 de janeiro, que declarou situação de emergência no âmbito da saúde do DF por um período de 180 dias. A aquisição dos medicamentos ocorreu de forma facilitada, com base no inciso II do artigo 4º, que autoriza a contratação direta de bens indispensáveis à manutenção da prestação de serviços.

A decretação de situação de emergência pelo governador Rodrigo Rollemberg foi uma saída para contornar o colapso financeiro deixado pela gestão anterior. Ao assumir o Executivo local, o governador encontrou unidades desabastecidas de remédios básicos, leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) fechados e dívidas com servidores (décimo terceiro salário, férias, abonos).
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário