Polícia Civil registra apenas crimes graves e em flagrante durante greve

Algumas ocorrências podem ser encaminhadas para a Delegacia Eletrônica

Desde as 8 horas desta terça-feira (1º), a Polícia Civil do Distrito Federal está em greve por tempo indeterminado. Durante a interrupção nas atividades, serão registradas somente ocorrências em flagrante e de crimes graves — homicídio, latrocínio (roubo seguido de morte), estupro e sequestro-relâmpago.

A atuação policial ocorrerá, porém, apenas no caso de flagrante e em oito delegacias de Brasília responsáveis por esse tipo de ato: em Ceilândia (23ª DP), no Gama (20ª DP), no Recanto das Emas (27ª DP), em Taguatinga (21ª DP), no Paranoá (6ª DP), em Sobradinho (13ª DP) e no Plano Piloto (1ª e 5ª DPs). 

Outros casos, como acidentes de trânsito sem vítima, furtos diversos e perdas de documentos, cartões ou cheques, podem ser encaminhados pelos cidadãos para a Delegacia Eletrônica.

A categoria se mobiliza a partir das 14h30 desta terça em frente ao Palácio do Buriti para discutir, em assembleia, as decisões a serem tomadas durante a paralização. Na pauta de reivindicações há nove itens, entre eles o reajuste salarial e a nomeação de aprovados no concurso público de 2013.

Fonte: Redação.
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário