Polícia prende suspeito de matar ciclista no Recanto das Emas

José Leonardo de Abreu, 40 anos, levou um único tiro na cabeça e morreu ainda no local

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu um homem suspeito de assassinar um ciclista na manhã deste domingo (27), no Recanto das Emas. Ademir Mendes Rodrigues, 18 anos, foi preso por agentes da 27ª Delegacia de Polícia (responsável pela região), onde confessou o crime.

De acordo com o delegado Hermes Dantas, o jovem faz parte de uma quadrilha chamada Primeiro Comando das 800, a PC 800. "Segundo o depoimento dele, ele precisava de dinheiro e saiu de casa com o intuito de assaltar alguém. Quando viu o ciclista, não pensou duas vezes", conta Dantas. 

Dantas destacou ainda que o suspeito não tem passagem pela polícia depois que completou a maioridade penal. "Quando menor, ele foi preso por roubo", acrescentou Dantas. Agora, Ademir vai responder por latrocínio, podendo pegar de 20 a 30 anos de reclusão.

Muito abalada, a contabilista Tatiane Trindade da Nóbrega, 33 anos, irmã da vítima, contou que Leonardo ia para a casa da sogra, em Luziânia (GO), quando foi abordado pelos criminosos. Segundo ela, o irmão havia sido roubado duas vezes. "Ele já tinha perdido duas bicicletas, pois nunca reagia. Desta vez, tenho certeza que nem anunciaram o assalto. Se não, ele tinha entregado. Ele não andava sozinho com a bike profissional dele, tanto que estava com uma super simples. A cara estava em casa", informou.

A vítima, José Leonardo de Abreu, que completaria 41 anos nesta segunda (28), morava no Setor O, em Ceilândia, e era pai de sete filhos.

Entenda o caso

O serígrafo José Leonardo de Abreu, 40 anos, levou um único tiro na cabeça e morreu ainda no local. O crime aconteceu por volta das 7h40, na quadra 800 do Recanto das Emas, às margens da DF-001. Ele foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). Após o crime, o autor fugiu. Pouco tempo depois, a bicicleta foi encontrada na Quadra 802 da mesma cidade.
Google Plus

Por Paulo Roberto Melo

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário