Ruas do Trecho 1 do Sol Nascente recebem pavimentação

Nesta semana, as obras de urbanização avançaram em seis conjuntos da chácara 51

O diretor da Codhab, Gilson Paranhos, o governador Rodrigo Rollemberg e o secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade, em visita ao Sol Nascente
O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, visitou neste sábado (9) as obras de urbanização no Trecho 1 do Sol Nascente. Ao lado de outras autoridades e de líderes comunitários, o chefe do Executivo acompanhou os avanços na instalação da rede de esgoto, de drenagem e no processo de pavimentação das vias, e conversou com moradores.

As ações desta semana concentraram-se na chácara 51. As ruas dos conjuntos D, E e F foram asfaltadas. Já as dos conjuntos G, H e I receberam blocos de concreto, que evitam poças. Outras vias da chácara já foram terraplanadas e devem ser pavimentadas nos próximos dias. Na semana que vem, também continuam as obras de drenagem na rua das Palmeiras.

"Nas próximas semanas, queremos dar continuidade às obras das galerias pluviais, à ligação da rede de esgoto e à pavimentação, parte com asfalto e parte com blocos de concreto", explicou Rollemberg. "A urbanização no Sol Nascente vai garantir conforto aos moradores, que não terão que conviver com tanta lama e poeira, além de dar mais segurança à região, ao melhorar o acesso das viaturas da polícia", disse o chefe do Executivo.

Estiveram presentes na visita os secretários de Mobilidade, Marcos Dantas, e de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade; o diretor da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal, Gilson Paranhos; e o deputado distrital Rodrigo Delmasso (PTN).

Investimentos
Cerca de 100 mil pessoas serão beneficiadas com as obras no Trecho 1 do Sol Nascente. Os trabalhos começaram em fevereiro de 2015 e a conclusão está prevista para 2017. Essa primeira etapa (há outros dois trechos) foi subdividida em seis bacias, onde serão executados 25,2 quilômetros de rede de drenagem e 304,9 mil metros quadrados de pavimentação.

As benfeitorias fazem parte do plano de obras do governo, divulgado no segundo semestre do ano passado. No Trecho 1, o custo estimado é de R$ 41,5 milhões, com recursos da Caixa Econômica Federal e do governo de Brasília. No Trecho 2, as obras, iniciadas em setembro, terão investimento de R$ 79,7 milhões. No Trecho 3, de R$ 66,3 milhões.
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário