Corrida Tiradentes pela Cidadania reúne 2 mil pessoas

Prova neste domingo (29), organizada pelo sistema de segurança pública do DF, homenageou os 207 anos da Polícia Militar

Foto: Gabriel Jabur.
Com o tema “Paz sim, Violência não!”, 2 mil pessoas participaram neste domingo (29) da 12ª edição da Corrida Tiradentes pela Cidadania, organizada pelo sistema de segurança pública do Distrito Federal. O evento homenageou os 207 anos da Polícia Militar, comemorados em 13 de maio. Os corredores dividiram-se entre as categorias feminina e masculina, com trajetos de 7 e de 10 quilômetros. Passaram pelos Setores Hoteleiro e Comercial Sul, pela Esplanada e voltaram à sede do Executivo local.

Promovida em parceria com a Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer, que forneceu a estrutura, a prova integra o Viva Brasília — Nosso Pacto pela Vida, programa do governo de Brasília de ações integradas das forças de segurança. O sistema de segurança pública é composto pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, pelas Polícias Civil e Militar, pelo Corpo de Bombeiros Militar e pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF). “O esporte é um dos principais eixos para incluir a sociedade na conscientização sobre a paz”, destaca a secretária Márcia de Alencar Araújo.

A largada ocorreu por volta das 9 horas, em frente ao Palácio do Buriti. Antes do início, houve muita música com a banda da Polícia Militar. “Vou correr os 7, mas meu plano no ano que vem é me preparar para também começar a fazer os 10 quilômetros”, afirma a engenheira civil Ana Fernanda Souza, de 29 anos, que participou pela primeira vez.

Todos os corredores receberam camisetas, bonés e números de identificação e foram escoltados por viaturas da PM ao longo dos percursos. No final, logo após a chegada, houve distribuição de kits com água, suco, barra de cereal e fruta. A prova custou R$ 200 mil — metade bancada pela Polícia Militar e a outra, pela Segurança Pública.
Ganhadores

Vencedora dos 10 quilômetros femininos, com 47 minutos e 58 segundos, a sargento da Polícia Militar Ana Maria dos Reis confessa que não esperava completar a prova em primeiro lugar “Estou me preparando para uma corrida de 60 quilômetros, em que o ritmo é diferente, mais devagar. Essa de hoje foi um bom treino. Fiquei satisfeita com o meu resultado”, destaca a militar.

No masculino, a vitória dos 10 quilômetros foi do pedreiro Robélio Ribeiro, de 30 anos. Ganhador também da corrida de Corpus Christi, na quinta-feira (26), ele revela a estratégia: “Meu plano era sair forte para ninguém mais me alcançar”. O primeiro colocado fechou o percurso em 34 minutos.

Nas categorias feminina e masculina dos 7 quilômetros, os primeiros lugares ficaram com Aline Kristina Barbosa e Silvestre Costa, respectivamente.

Os vencedores receberam o Troféu Cabo Renato, nome em memória do servidor da Polícia Militar que morreu enquanto atendia a uma ocorrência criminal, em fevereiro. Renato Fernandes tinha 37 anos — 13 dedicados à corporação. “É uma honra para a PM ser homenageada pelos serviços prestados à população. A corporação e o cabo Renato merecem”, afirma o comandante-geral, coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira.

“O esporte é parceiro de todas as áreas: da saúde, da educação, da segurança. Por meio dele, sempre podemos integrar ações como essa”, diz a secretária do Esporte, Turismo e Lazer, Leila Barros. A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militar também deram suporte ao evento.
Maio Amarelo

A corrida abriu espaço para a conscientização no trânsito com a campanha Maio Amarelo. O Detran-DF distribuiu kits com adesivo, boné e chaveiro para os participantes. Fizeram parte da programação outras atividades, como jogo de perguntas e respostas sobre segurança no tráfego. Equipes dos Yellow Man (artistas vestidos e pintados de amarelo) e dos Amigos do Trânsito ajudaram na entrega dos kits e interagiram com o público.
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário