Quantidade de roubos a coletivos no DF cai em abril

De acordo com balanço da Segurança divulgado hoje (16), 251 casos foram registrados no quarto mês de 2015 contra 221 no mesmo período de 2016

O número de roubos a transportes coletivos (ônibus) caiu em abril deste ano em relação ao mesmo mês de 2015. Os registros passaram de 251 para 221, uma queda de quase 12% e que não ocorria desde setembro. Para coibir esse tipo de crime, a Polícia Militar do Distrito Federal tem reforçado operações com o Departamento de Trânsito do DF.

"Apenas em fevereiro, 225 pessoas foram presas armadas ou praticando roubo dentro dos coletivos. Isso influenciou muito na redução agora", explicou o comandante-geral da PMDF, coronel Marcos Antônio Nunes. O balanço mensal foi divulgado em entrevista coletiva, na tarde desta segunda-feira (16), pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, na sede da pasta.

O secretário-adjunto da pasta, coronel da Polícia Militar José Cláudio de Siqueira Carvalho, que comandou a apresentação, acrescentou que uma reunião com o Sindicato dos Rodoviários do DF está agendada para compartilhar informações e avaliar qual é a sensação de segurança da população nos coletivos. "A redução de crimes contra o patrimônio é um enfrentamento prioritário para nós."

Residências
Outros tipos de roubo a patrimônio — em comércio, de veículo, em residência e a pedestre — aumentaram no comparativo com abril de 2015 e também no acumulado do ano. Em relação a março, houve redução nos roubos a residências (de 88 para 74) e a pedestres (de 3.732 para 3.541).

A taxa de homicídios seguiu a tendência de queda. Foi de 52 no último mês, ou seja, diminuição de 11,5% quando comparada com os 58 casos em abril de 2015. No acumulado do ano, o primeiro quadrimestre apresenta redução de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Tentativas de homicídios diminuíram tanto no acumulado quanto mensalmente: passaram de 91, em abril de 2015, para 76, em abril deste ano. O decréscimo é de 6,1% nos primeiros quatro meses do ano. Em relação a março de 2016, quando se registraram 92 tentativas, a queda é de 17,3%.

Trânsito
Com redução de 10% das mortes de trânsito neste ano, o diretor-geral do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), Jayme Amorim de Sousa, avaliou o acréscimo mensal no número de vítimas. Foram 26 em março e 42 em abril. "No último mês, 20% das vítimas eram passageiros, e investigamos se usavam ou não o cinto de segurança." Além disso, ele alertou para casos em que o motorista sofreu um mal súbito ao volante.

Os agentes do órgão autuaram em abril 1.261 motoristas por dirigirem alcoolizados e apreenderam 2.246 veículos. Além de 57 ações educativas, foram feitas 131 blitze.

Em abril, a Polícia Militar do DF apreendeu 156 armas de fogo e 41 simulacros. A corporação recuperou ainda 693 veículos e 449 celulares. Para a segurança nos dias de manifestação na Esplanada dos Ministérios durante as votações do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o maior efetivo empenhado foi em 17 de abril, com 2.294 policiais.

Também participaram da entrevista coletiva os subsecretários da Integração de Operações da Segurança Pública, coronel da Polícia Militar Márcio Pereira da Silva, e de Proteção e Defesa Civil, coronel do Corpo de Bombeiros Militar Sérgio José Bezerra; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Hamilton Santos Esteves Junior; o diretor-geral da Polícia Civil, Eric Seba de Castro; os subsecretários do Sistema Prisional, Anderson Espíndola, e de Gestão da Informação, Marcelo Durante; e a diretora-executiva da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do DF, Vera Lúcia Santana Araújo.
Google Plus

Por INOVA GESTÃO treinamentos

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário