Centro de referência em agroecologia ajudará pequenos produtores

A unidade foi inaugurada neste sábado (4), na Ceasa, com a presença do governador. O local promoverá práticas sustentáveis

.
Foto: Dênio Simões.
Foi inaugurado, na manhã deste sábado (4), o Centro de Referência em Agroecologia e Tecnologias Sociais, nas Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF). O espaço oferecerá uma série de atividades voltadas ao fortalecimento da agroecologia e incentivo ao empreendedorismo social, com o objetivo de promover inovação e práticas sustentáveis. O governador Rodrigo Rollemberg participou da solenidade.

“No Brasil, a agricultura é muito tecnificada e encabeçada por grandes produtores. Temos o desafio de fazer com que as tecnologias sociais possam ser utilizadas pelos agricultores familiares, para que eles possam ter mais rentabilidade”, afirmou o chefe do Executivo. A iniciativa é uma parceria entre a Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Secretaria da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Fundação Banco do Brasil, Ceasa-DF e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF).

No centro, serão realizados encontros, debates e atividades culturais, além de cursos e vivências em agroecologia, agroindústria, comercialização e outras técnicas e metodologias em prol da sustentabilidade. Também serão criados ambientes demonstrativos de tecnologias sociais em formato interativo, por meio de maquetes com conteúdos para aprendizagem e formação. O Centro de Referência em Agroecologia e Tecnologias Sociais fomentará ainda pesquisas e projetos de reaplicação de tecnologias sociais, com o objetivo de gerar emprego e renda para produtores rurais.
Termo de cooperação

Para que a unidade possa funcionar no Centro de Capacitação e Comercialização da Agricultura Familiar da Ceasa — complexo construído em 2015 por meio de convênio entre a Secretaria da Agricultura e o Ministério de Desenvolvimento Agrário —, foi assinado um termo de cooperação técnica entre as secretarias, a Ceasa-DF e a Emater-DF. “O próximo passo será realizar parcerias com entidades da sociedade civil para trazer atividades”, adiantou o secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Joe Valle.
LEIA TAMBÉM

Com quase 300 metros quadrados, o complexo é composto por quatro prédios e um espaço para comércio de produtos. As instalações são equipadas com salas para oficinas e palestras, salão da agroindústria e artesanato, auditório e dormitórios, com a função de alojar produtores que visitem o local para participar de capacitações ou outras atividades.

A inauguração do novo centro contou com café da manhã com produtos da agricultura familiar; apresentações musicais do grupo Batuqueiras e da orquestra Reciclando Sons; e exposição de maquetes da Fundação Banco do Brasil e da Emater-DF, entre outras atrações.

Participaram do evento: o secretário da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, José Guilherme Leal; o secretário-adjunto do Trabalho, Thiago Jarjour; os presidentes da Emater, Argileu Martins da Silva, e da Ceasa-DF, José Deval da Silva; o diretor da Fundação Banco do Brasil, Marcos Frade; a coordenadora estadual do Movimento dos Sem Terra (MST), Bárbara Borges; e o representante da Rede Terra Zizo Simion.
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário