Combate à violência contra idosos será lembrado no Ezechias Heringer

No parque do Guará, celebração de data mundial terá atividades gratuitas, como trilha ecológica e aulas de capoterapia, no sábado (18) de manhã

Foto: Pedro Ventura.
Uma manhã inteira de atividades gratuitas será oferecida a pessoas com mais de 60 anos no Parque Ecológico Ezechias Heringer, no Guará, no sábado (18). É a primeira etapa do Circuito VidAtiva, projeto da Secretaria do Meio Ambiente e do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

A iniciativa, em parceria com a pasta do Meio Ambiente, une a celebração do Dia Mundial de Combate à Violência contra a Pessoa Idosa (15 de junho) ao Brasília nos Parques. Lançado em fevereiro, o programa tem o objetivo de incentivar o uso de áreas verdes públicas por meio do lazer e assim fortalecer o vínculo dos moradores com as unidades de conservação do Distrito Federal.

Das 8h30 às 11h30, haverá atendimento de alunos dos cursos de enfermagem, nutrição e fisioterapia de uma faculdade particular. Além disso, estão programados passeio por trilha ecológica e aulas de zumba e de capoterapia (terapia que usa elementos da capoeira adaptados a pessoas sedentárias). O público-alvo são os idosos da comunidade, em especial os que frequentam os Centros de Convivência do Guará e do Setor Habitacional Lucio Costa.



O Ezechias Heringer, conhecido também como Parque do Guará, é um dos 12 escolhidos pelo governo de Brasília para integrar o Brasília nos Parques. Fazem parte dele ainda o Dom Bosco, no Lago Sul; o de Uso Múltiplo de Olhos D’Água, na Asa Norte; o de Águas Claras; o Recreativo de Sucupira, em Planaltina; o dos Jequitibás, em Sobradinho; o Saburo Onoyama e de Uso Múltiplo do Cortado, em Taguatinga; o Três Meninas, em Samambaia; o Veredinha, em Brazlândia; o Urbano e Vivencial do Gama; e o Recreativo do Setor O, em Ceilândia.

Criado pela Lei nº 1.826, de 13 de janeiro de 1998, o parque tem o objetivo de proteger a fauna e flora do local. A unidade é banhada pelo córrego Guará e tem Cerrado, campos de murundus e densa mata de galeria. O nome do espaço é uma homenagem ao agrônomo pioneiro no estudo do Cerrado, Ezechias Heringer. Ele identificou diversas espécies de orquídeas no Distrito Federal.

Circuito VidAtiva

Em 18 de junho (sábado)

Das 8h30 às 11h30

No Parque Ecológico Ezechias Heringer — QE 23, Guará II
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário