Pedidos de parcelamento de multas de trânsito passam de 8 mil

Desde maio, pendências podem ser negociadas no Detran e no DER. Veja como fazer

De 5 de maio a 21 de julho, foram pedidos 8.175 parcelamentos de multas de trânsito. Desses, 539 pagaram a primeira parcela e receberam o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). De acordo com levantamento doDepartamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), o valor recebido até agora com os pagamentos é de R$ 2.035.583,62.

Caso todas as parcelas sejam quitadas, o total será de R$ 10.178.028,94. Esse resultado refere-se à soma das multas do Detran com aquelas do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e da Polícia Militar.

Quem quiser parcelar as autuações tem de assinar um termo de adesão e fazer o pagamento mensal via boleto bancário. A primeira parcela tem acréscimo de 5%, quantia recolhida ao Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito, em respeito ao artigo 320, da Lei nº 9.503, de 1997. A data de vencimento impressa no documento será de cinco dias corridos a partir da assinatura do termo. A segunda prestação será debitada 30 dias após a primeira, e assim por diante. Os condutores que não pagarem três parcelas consecutivas ou deixarem uma em aberto por mais de 90 dias perderão o direito ao benefício.
Conforme o artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro, toda verba de multa é aplicada exclusivamente em engenharia, fiscalização e educação de trânsito.

O valor mensal da dívida, que não poderá ser menor que R$ 140,15, sofrerá reajuste anual pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Ao optar pelo parcelamento, o motorista abre mão de quaisquer recursos administrativos ou judiciais. Não poderão ser refinanciadas as penalidades inscritas na dívida ativa ou de veículos registrados em outras unidades da Federação.

O parcelamento de multas do Detran-DF e do DER poderá ser pedido para até 12 meses no balcão dos postos de atendimento do departamento que emitiu a autuação (ver lista abaixo). A decisão atende à Lei nº 5.551, de 19 de outubro de 2015, sob a regulamentação do Decreto nº 37.228, de 1º de abril de 2016.
Quais as multas que não podem ser parceladas

De acordo com o Detran, não podem ser objeto de parcelamento: multas já negociadas, multas inscritas em dívida ativa, parcelamentos inscritos em cobrança administrativa e multas de veículo licenciado em outra unidade da Federação. Quaisquer outras dívidas que constem do registro do veículo que não decorram exclusivamente de infrações de trânsito de competência do Distrito Federal tampouco serão parceladas.

Conforme o artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro, toda verba de multa ​é aplicada exclusivamente em engenharia, fiscalização e educação de trânsito.

Falta de licenciamento: multa gravíssima e sete pontos na carteira

O CRLV somente será emitido após quitação da primeira parcela e de outros débitos que possam impedir o licenciamento. A menos de três meses para o início da cobrança do documento de 2016, 46,6% dos veículos em circulação no DF estão licenciados. Isso equivale a 768.418 veículos regularizados, para uma frota em circulação de 1.648.070 unidades.

Mais da metade da frota do DF, 53,4%, ainda não está com o documento de 2016, embora a parcela do licenciamento dos veículos já tenha vencido. A cobrança do documento de porte obrigatório começa em 1º de outubro.

O proprietário que deixar de licenciar o veículo está sujeito a uma multa gravíssima de R$ 191,54, sete pontos na carteira e apreensão do veículo. O Detran ressalta ainda que, a partir de 4 de novembro, a multa será de R$ 293,47, conforme o Código Nacional de Trânsito.


Onde pedir o parcelamento



Sede do DER

De segunda a sexta, das 7 horas às 18h30
SAM, Bloco C, Setores Complementares
(61) 3111-5691 e (61) 3111-5694

Postos do Detran
De segunda a sexta, das 8 às 18 horas


Brazlândia
AE 1 Sul, Lotes 2/5
(61) 3901-1074


Gama
Av. Contorno, Lote 3, Setor Norte
(61) 3901-1064 e (61) 3901-1058


Paranoá
Quadra 4, Conjunto B, Lotes 3/4
(61) 3905-5756 e (61) 3905-6650


Planaltina
Avenida Independência, Quadra 121, Loja 8
(61) 3901-3559


Recanto das Emas
Avenida Recanto, Quadra 106, Lote 15
(61) 3905-2038


Shopping Popular
Parque Ferroviário de Brasília
(61) 3905-5397 e (61) 3905-5324


Sobradinho
Quadra 14, AE 29/30
(61) 3901-3552 e (61) 3901-3551


Taguatinga
Setor de Indústrias Gráficas de Taguatinga, AE 2, Taguatinga Norte
(61) 3901-4241 e (61) 3901-4235
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário