Uso da internet modifica o perfil de vendas de veículos nas concessionárias

Cerca de 84% dos brasileiros usam a internet para pesquisas dentro das concessionárias 

Resultado de imagem para internet
Muitas vezes os leads (uma pessoa que tem, de alguma forma, interesse nos produtos ou serviços da sua empresa) não vêm das visitas dos clientes, mas das redes sociais de cada concessionária. A internet automaticamente transformou o jeito de vender carros: prospecção pelo Whatsapp; tira-dúvidas pelo inbox, no Facebook; app para agendamento de horário. Essa nova realidade vem chamando a atenção dos concessionários.

A tendência é que as empresas invistam cada vez mais em treinamento qualificado e técnico aos colaboradores. Na avaliação da diretora do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Automotores do Distrito Federal (Sincodiv-DF), Magali Giocondo, os consumidores buscam hoje uma interação diferente de quatro anos atrás.

“É preciso adotar verdadeiramente a internet nas lojas, especialmente a móvel. As concessionárias devem ajustar todos os processos e suas operações para acomodar esta modalidade de interação com o cliente. Nas redes sociais é sempre bom promover ações, eventos e campanhas”, alerta Magali.

É tanto entusiasmo que o tempo gasto na compra do carro num ambiente online de vendas gira em torno de 11 horas. “Tornou-se comum os clientes solicitarem a senha do Wi-Fi”, acrescenta a diretora do Sincodiv-DF. Não à toa, as pesquisas acusam que cerca de 84% dos brasileiros usam a internet para avaliações na hora da negociação dentro das concessionárias, e 87% iniciam a busca virtualmente.

Para Magali, transformar a experiência do cliente em algo inesquecível deve estar na pauta número um de toda empresa. “É fácil cobrir o preço, mas surpreender o consumidor gera naturalmente um buzz e muitos leads”, comenta. A satisfação e fidelidade do cliente, a participação de mercado e a rentabilidade garantem sucesso nas vendas.
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário