Avaliação de Doria despenca e 70% não querem que ele deixe a prefeitura

Sinal amarelo já acendeu para o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que decidiu abandonar a capital paulista para percorrer o País na traição ao padrinho político, Geraldo Alckmin, por uma candidatura a presidente pelo PSDB; segundo pesquisas de auxiliares de Doria, sua popularidade caiu desde o início das viagens e mais de 70% dos paulistanos reprovam a ideia de Doria deixar a prefeitura para disputar outro cargo

O sinal amarelo já acendeu para o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que decidiu abandonar a capital paulista para percorrer o País na traição ao padrinho político, Geraldo Alckmin, por uma candidatura a presidente pelo PSDB. 

Segundo pesquisas de auxiliares de Doria, sua popularidade caiu desde o início das viagens e mais de 70% dos paulistanos reprovam a ideia de Doria deixar a prefeitura para disputar outro cargo. 

As informações são da coluna Painel, da Folha. Leia abaixo:

"Xadrez Auxiliares de João Doria têm pesquisas sobre suas viagens. A avaliação positiva caiu. Aliados do governador Geraldo Alckmin, por sua vez, também têm levantamentos. Um deles indaga se o paulistano quer que o prefeito deixe o cargo para concorrer a outro posto. Mais de 70% teria dito que não.

Sem palanque O clima de animosidade no PSDB é tão grande que João Doria não foi convidado a falar no seminário “Desafios políticos de um mundo em intensa transformação”, que o Instituto Teotônio Vilela fará em SP na próxima semana."

Comentários