Ibaneis quer terrenos para igrejas em novos editais habitacionais

Grupo de trabalho será criado para elaborar decreto que garanta área para templos religiosos em novos empreendimentos como o Paranoá Park. Texto será publicado no próximo semestre

Governador Ibaneis Rocha entrega escritura de igreja ao arcebispo de Brasília, Dom Sérgio da Rocha
O governador Ibaneis Rocha determinou a criação de um grupo de trabalho com o objetivo de elaborar decreto que obrigue a destinação de áreas para igrejas em todos os empreendimentos habitacionais do DF. A iniciativa atende ao pedido do arcebispo metropolitano de Brasília, Dom Sérgio da Rocha, e do bispo auxiliar, Dom Marcony Vinícius Ferreira, que fizeram uma visita ao Palácio do Buriti, nesta segunda-feira (10).

“A gente precisa planejar esses espaços com áreas para igrejas, escolas, postos de saúde e comércio. Não podemos deixar nada de lado. Tudo é muito importante para a comunidade”, avaliou o governador.

O texto será construído com a participação de pelo menos quatro órgãos: a Coordenação de Assuntos Religiosos e Terceiro Setor; a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh); a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab); e a Terracap. A previsão é publicar o novo decreto, no Diário Oficial do DF, ainda no próximo semestre.

“Não podemos mais ter invasões ou áreas sem igrejas. É interesse do governo e da sociedade que sejam reservados esses espaços de forma ordenada. Vejo Brasília como foi concebida”, afirmou o coordenador de Assuntos Religiosos, Kildare Meira.

Segundo ele, o governo não vai doar nenhum terreno, todos serão pagos. “Elas não têm fins lucrativos, vivem das doações dos fiéis e isto será levado em conta. Mas, sem sombra de dúvidas, têm feito um trabalho social importante”, acrescentou Kildare Meira ao afirmar que o governo vai levar em consideração a densidade populacional dos locais. E, também, os censos para aferir a melhor distribuição dos terrenos conforme a prática das diversas denominações religiosas.

Igrejas do Plano Piloto
O governador Ibaneis Rocha também reforçou o compromisso de regularizar os templos religiosos do Distrito Federal. Ainda durante o encontro com os líderes da Igreja Católica, entregou-lhes a escritura da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, localizada na 906 Sul. “É um símbolo do nosso compromisso”, apontou o chefe do Executivo.

A construção é a 16ª a ser regularizada no Plano Piloto. Ao total, são 22 terrenos de igrejas da época da construção de Brasília. “Foram autorizadas por Juscelino Kubitscheck e existe uma dificuldade em função da questão cartográfica, mapas não identificados. Mas, o importante é que há uma vontade política para regularizar todas elas”, avaliou Kildare.

Parcerias
Durante a conversa com o governador, o arcebispo Dom Sérgio da Rocha colocou as igrejas católicas à disposição para ajudar em campanhas educativas de governo, como as de combate à dengue ou o calendário de vacinação contra a gripe. “A igreja quer colaborar mais. Nós temos uma capilaridade muito grande em várias comunidades e em diversos pontos e podemos ajudar mais”, afirmou o clérigo.

Segundo ele, a Secretaria de Saúde encaminha cartazes e folderes para as comunidades e, inclusive, há recomendações da arquidiocese para que as informações sejam reforçadas durante as missas. “Mesmo assim, queremos conversar e participar mais em ações conjuntas, para colaborar pelo bem do povo. Afinal são vidas envolvidas nesse processo”, avaliou Dom Sérgio. “Podemos realizar mutirões. Claro, que sem ultrapassar nossas competências”, propôs.

A ajuda da igreja não será dispensada. “Ficamos muito felizes com essa disposição em ajudar a sociedade a enfrentar todos esses problemas. E com certeza faremos bom uso dessa parceria em todas nossas campanhas de erradicação de doenças e também em outras ações de utilidade pública”, informou Kildare Meira.

Eventos
Grandes eventos da Igreja Católica como o Rebanhão, Vem Louvar e o Hallel também estiveram na pauta da conversa com o governador Ibaneis. Isto porque os dois primeiros são realizados no Ginásio Nilson Nelson e o terceiro, no Parque de Exposição do Parque da Cidade. Locais que em breve serão entregues à administração da iniciativa privada. “Queremos garantir a continuidade de todos eles. São eventos que movimentam o turismo e a economia do DF. Muitas pessoas vêm de fora para participar”, explicou o bispo auxiliar, Dom Marcony Vinícius Ferreira.


Ibaneis tranquilizou os religiosos e disse que a comunidade católica não será prejudicada com a concessão do complexo Arenaplex ou qualquer outra concessão de equipamento público. “Vamos prever cláusulas contratuais para garantir a execução desses eventos, que já fazem parte do calendário da nossa cidade”, garantiu.
Google Plus

Por Paulo Melo

DF 24 Horas

0 comentários DF24HORAS:

Postar um comentário